Charming Wiccan

     Havia passado poucas semanas depois da morte de minha avó. Era uma quarta-feira, eu estava na escola, subindo as escadas em direção á sala de aula quando ouço alguém me chamar, olho para trás e não vejo ninguém. Segui o meu trajeto até á aula. Nesse mesmo dia, quando retornei a casa e depois do almoço, comecei a arrumar o quarto. Estava varrendo o chão quando minha mãe chega ao meu lado brigando, ouço a mesma voz repetindo as palavras de minha mãe de forma irónica. Por segundos fiquei paralisada com o sucedido, mas olhei nesse instante para a tv, estava passando publicidade em que um homem falava. Esqueci o assunto, talvez coisa da minha cabeça. Mas nessa mesma noite acordo com essa mesma voz rindo atras da minha porta. Passadas noites seguintes aconteceu novamente. Era uma voz feminina de uma pessoa ainda jovem. No dia seguinte estava com o namorado e falei do ocorrido, ele me falou que poderia usar incenso para afastar maus espíritos, então passei numa loja e comprei. Cheguei a casa e acendi, gostei do cheiro embora minha mãe não. Ela brigou comigo pois alguém poderia passar na rua e pensar que estávamos fazendo bruxaria. Com as histórias que me falavam de bruxas maléficas e ruins fiquei um pouco apavorada. Semanas depois vinha ao meu pensamento pesquisar na internet se existia alguma informação pelo ocorrido, nem sei porque pensei isso. Talvez porque hoje em dia para fazermos trabalhos escolares sempre temos que pesquisar e a internet é a melhor ferramenta e a mais acessível. Mas esse pensamento de pesquisar se prolongou por quase dois meses. Até que um dia eu estava entediada e decidi pesquisar sobre bruxas. Fui nessa pesquisa que encontrei um site que falava sobre Wicca, confesso que o li de uma ponta a outra. Quanto mais lia mais achava o conteúdo interessante e mais me prendia a ler. O que mais me fascinou nas primeiras leituras fui o culto pela natureza, respeita-la também como um ser humano, não excluindo os animais. Já tinha refletido sobre a importância da natureza e dos animais, não só os humanos que seriam importantes. Wicca só veio a apoiar a minha reflexão e a melhorá-la. Eu era católica e nunca ouvia o padre a falar da Natureza com amor e dos animais também, o que ouvi sobre os animais é que não possuíam alma. Eu pensei como poderia ser se eles são seres vivos, se eles tem personalidade, não conseguia compreender porque não possuíam alma. Já na Wicca até as árvores possuem uma alma, elas sentem dor se um galho for quebrado ou cortado, por isso que sempre queremos um galho ou uma flor ou uma planta temos que pedir permissão da mesma e o porquê de ser colhida. Desde então comecei a ler artigos, livros, falava com wiccans e comecei a estudar, posteriormente obtive uma mestra, onde o estudo é aprofundado.

Compartilhe o seu voto!


Gostou do post?
  • Fascinated
  • Happy
  • Sad
  • Angry
  • Bored
  • Afraid
O que me levou a estudar Wicca parte 1/2
15 - O Diabo

HeraEreshkigal

Uma Wiccan e "Speculari" que estuda desde os 18 solitáriamente. Tenho 21 anos. Obteve uma mestra na qual auxiliou/ensinou e aprofundou o básico. Membro do Clã Specularium. Gosta dos assuntos relacionados ao Occultismo. Seu maior sonho é viver das coisas que realmente gosta.

FEEDBACK