A Sacerdotisa

Melodia para a Sacerdotisa

Rider Waite e The Lost Code of Tarot

Na maioria dos Tarot´s, a Suma Sacerdotisa é representada por uma mulher que é o símbolo da intuição e fecundação.

Os dois pilares com as iniciais B e J referem-se a Boaz e Jachin, os nomes nos pilares do Templo de Salomão do Antigo Testamento, decorados com desenhos de romã. Boaz representa os elementos da Água e da Terra, e Jachin, Fogo e Ar. A Sacerdotisa protege o portal do templo sagrado da alma humana e esta só deixam entrar aqueles que decifrarem o seu enigma, a fidelidade.

Os pilares estão a preto e branco, para mostrar a dualidade – masculino e feminino, trevas e luz, e as dimensões terrestres e celestes em que a Alta Sacerdotisa habita. Os pilares formam um portal para a experiência sobrenatural e uma experiência mais profunda do eu. (este símbolo volta a aparecer nas cartas V, O Hierofante e XI, Justiça, para simbolizar o equilíbrio).

O pergaminho que a Alta Sacerdotisa está a segurar, a Sefer Torá, um pergaminho escrito à mão, central para o estudo da Kabbala. Simboliza o conhecimento espiritual da Alta Sacerdotisa. Porém, é o conhecimento do qual ela apenas quer transmitir e mais nada. (este símbolo volta a aparecer na carta X, A Roda da Fortuna).

A romã no véu da Alta Sacerdotisa, representa a fertilidade feminina, ligada ao seu aspecto como a deusa egípcia Hathor. A romã também pode ser um símbolo do texto sagrado judaico – foi ensinado que o fruto tem 613 sementes, ecoando os 613 mandamentos bíblicos da Torá.

O véu simboliza o outro mundo além do mundo material.

A data representa a Masculinidade, complementando a romã feminina

A lua é um símbolo do subconsciente e das emoções que estão por baixo da persona solar ou externa. A lua é mostrada em três fases como uma coroa para ecoar Hathor / Ísis, a deusa egípcia da vida e fertilidade que deu à luz Rá, deus do sol. (este símbolo volta a aparecer na carta XVIII, A Lua).

As vestes azuis e brancas; o branco é para a pureza, relacionado à virgindade tradicional da freira; e o azul é a verdade, como no “azul verdadeiro”. As vestes cobrem o corpo quase todo (menos a cara, o pescoço e as mãos, e por vezes escuras), simboliza a supressão da sua atração física.

Há uma grande força pessoal que não se revela facilmente, existe um desejo oculto. A análise e intuição. A busca pelo conhecimento é chegar até a perfeição.

As relações e os projetos são passivos e o mais corretas possíveis.

Alta Sacerdotisa é um ‘yin’ arquetípico ou energia feminina.

The Wild Unknown Tarot

A Alta Sacerdotisa é um tigre, real e digno. Muitos membros diferentes da família dos gatos, há muito são conhecidos pela sua energia espiritual, e é uma noção comum que estes possam ver além do nosso mundo mundano. Este tigre está sentado sob um céu escuro e uma lua crescente – a primeira de muitas luas crescentes que veremos neste convés. Diante do seu peito está uma esfera colorida de azul e roxo, a única cor na carta além de preto e branco.

A Sua expressão parece serena e alerta quando olha para a esquerda da carta. O mago olha para a direita. Numa interpretação simbólica, a direção “certa” representa a luz e a objetividade. A direção “esquerda” da Alta Sacerdotisa, nesta interpretação, representa a obscuridade e a subjetividade. Esta interpretação parece mais adequada quando se considera que o Mago estava cercado por raios brilhantes e parecidos com o sol, enquanto a alta sacerdotisa é envolvida pelo céu noturno. Neste convés, assim como em muitos sistemas simbólicos, a noite está associada à energia feminina ou “yin”.

A bola à sua frente contém as cores azuis e roxos, que representam recetividade e intuição espirituais. Pensa-se que esta bola representa a energia etérea dos sonhos, mistérios e o inconsciente. Em vez da energia emanar de fora e ser canalizada, como no Mago, a energia é canalizada para dentro e concentrada nesta bola. A Alta Sacerdotisa não define a esfera. Em vez disso, as suas patas estão espalhadas ao redor, o que sugere confiança completa no seu conhecimento interior. Existe um contraste com o mago, este apoiou as suas patas sobre o pentagrama. Ele também estava de pé sobre as ancas, com o pescoço virado. Aqui a Sacerdotisa está deitada com uma postura relaxada. Ela não é ativa, é recetiva. A Suma Sacerdotisa sabe como estar imersa nos seus sonhos, visões e no complexo reino do inconsciente sem deixar que essas energias a superem – mas também sem que ela precise superá-las. Ela está disposta a deixar que as coisas sejam o que são, mesmo quando o que são é indescritível em palavras. A Suma Sacerdotisa está sintonizada com as experiências além da compreensão do consciente. Ela não se esforça para explicar o mistério – em vez disso, mergulha completamente nesse mistério. Ela pede que uses a tua intuição, deixares-te experimentar dimensões além do alcance da consciência. As formas não racionais de conhecer são valiosas mesmo sendo difíceis de definir. A Suma Sacerdotisa mostra a parte da sua consciência que vai mais fundo do que a superfície, ela pede que te suavizes no teu conhecimento interior. Enquanto o mago falava com o visível poder de fazer, a Suma Sacerdotisa fala com a mágica silenciosa do SER.

Palavras Chave nos tópicos

Tempo- Fevereiro ou daqui a dois meses;      

Tipo Físico- uma mulher gordinha, é mãe ou está grávida;          

Intensidade- algo de grande intensidade;      

Saúde- útero, ovários, seios, próstata, cólicas, gravidez ;

 A Cura ou o Equilíbrio- fazer exames e ter uma alimentação correta;      

Amor- a intensidade do amor aumenta, doação, esposa, gravidez, amor sufocante;      

Dinheiro- o dinheiro aumenta;      

Profissões- psicólogo, dona de casa, nutricionista, professor, cozinheiro, padeiro;      

A Alma e as suas Mensagens- a alma está protegida, as suas aprendizagens é no ambiente de casa. Está em processo de elevação, aprende através da investigação. A alma pede alimento;      

A Questão das Viagens- viagem com a mãe ou para ver a mãe, visita o lugar onde nasceu;      

A Questão dos Amigos e dos Inimigos- a mãe ou madrinha;      

Grau de Relacionamento- mãe.      

Para Respostas SIM ou NÃO- sim      

Tarot na Música

Bibliografia

Bartlett, S. (2015). A Biblia do Tarot. Nascente.

Dean, L. (2015). The Ultimate Guide to the Tarot. Fair Winds Press.

Fioravanti, Celina (2008), Tarot Mistico, Lisboa, Pergaminho

Mallon, C. (2018). The Unofficial Wild Unknown Tarot Card Meanings.

Naiff, N. (2015). Curso de Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era.

Referência de Mídia

Duarte, J. (s.d.). A Jornada do Tarô [Gravado por J. Duarte]

Compartilhe o seu voto!


Gostou do post?
  • Fascinated
  • Happy
  • Sad
  • Angry
  • Bored
  • Afraid
1 - O Mago
3 - A Imperatriz

Angélica Freitas

Uma Wiccan e Reikiana (Nivel 2) que estuda desde os 18 solitáriamente. Tem 25 anos. Licenciada em Ciências da Cultura, mestranda em Gestão Cultural. Obteve uma mestra na qual auxiliou/ensinou e aprofundou o básico. Gosta dos assuntos relacionados ao Occultismo. Seu maior sonho é viver das coisas que realmente gosta.

4 Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

FEEDBACK

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.