Ser Wiccan é sobretudo seguir uma ideologia, uma regra “faz tudo o que quizeres desde que a ninguém prejudiques”. Esse não prejudicar a ninguém também vale para si próprio, para os animais e plantas, pois todos são seres vivos, possuem alma e sentem. Nós sempre pedimos autorização ás plantas quando queremos extraí-las para chás, para cozinhar, para feitiços, para poções e para rituais etc. Acreditamos numa divindade superior que se manifesta por um lado masculino e por outro lado femenino que é designado de Deus e Deusa. O Deus tem várias facetas que chamamos de deuses, tem o seu lado de amor, de cura… e para cada um deles um nome específico, pois estamos chamando aquela faceta em específico do deus que necessitamos. E para a Deusa também se aplica o mesmo.
     Nem todos os Wiccans são bruxos, nem todos praticam bruxaria. Também nem todos os bruxos sao Wiccans. E quem pratica Wicca e tem consciência de uma outra regra, a do retorno “para ti retornará 3x mais”, com esta ideologia o individuo pensará antes de fazer alguma magia. Mas nós também não somos santos, também pedimos pequenas pragas, ter inveja de algo, afinal somos humanos, é normal que isso aconteça quando estamos fora de controle. Embora tenhamos que controlar os nossos sentimentos para não fazermos algo que nos arrependamos no futuro, porque utilizar a magia de forma errada terá as suas consequênciase não será nada “bonito”. Por isso que não podemos fazer nenhum trabalho mágico quando estamos com raiva ou doentes, nessas situações estamos desiquilibrados e a nossa energia também e poderá ser direcionada de forma errada. Temos de estar bem conscientes e tranquilos do que estamos fazendo.
     Um Wiccan tem as suas celebrações com as divindades, chamamos de Sabás e Esbás. Os Sabás são oito celebrações por ano, sendo quatro relacionados ás mudanças de estações do ano e outras quatro ao Deus e a Deusa. Os Esbás vai depender de cada praticante, mas é a celebração das fases da Lua, pode ser a lua cheia, minguante, crescente e nova. A Lua representa a Deusa para nós e como tal os Esbás é a celebração da mesma. Não irei prolongar esse assunto neste post.
     Utilizamos a magia para estarmos em paz e perfeito equilíbrio com a Natureza e com nós mesmos. Extraímos energia da terra como também enviamos para nos limparmos de energias negativas ou sobrecargas de energia. As plantas com as suas propriedades medicinais e mágicas utilizadas para chás, feitiços ou rituais de cura. As pedras possuidoras de energias específicas utilizadas também para trabalhos mágicos variados. A Natureza proporciona-nos tudo isso que mencionei, basta ter conhecimento para saber e poder usufruir. 
    Concluindo, ser Wiccan não é ser uma pessoa maldosa, pelo contrário, gostamos de ajudar. Não fazemos sacrifícios, não acreditamos no Diabo ou em Satã. Amamos a Natureza e a respeitamos e obtemos o seu respeito e ajuda. Mantemos o equilíbrio connosco e com o que nos rodeia. (resumindo é isto se falta algo que acha apropriado mencionar ou mal explicado, escreva um comentário. Aceito críticas.).
Nota:
O video em destaque é da Ophelia, esta não faz postagens para o blog, porém deu autorização para colocar os seus videos nos posts.
Compartilhe o seu voto!


Gostou do post?
  • Fascinated
  • Happy
  • Sad
  • Angry
  • Bored
  • Afraid
Sugestões- Começar a estudar Wicca
20 - O Julgamento

Angélica Freitas

Uma Wiccan e Reikiana (Nivel 2) que estuda desde os 18 solitáriamente. Tem 23 anos. Licenciada em Ciências da Cultura, mestranda em Gestão Cultural. Obteve uma mestra na qual auxiliou/ensinou e aprofundou o básico. Gosta dos assuntos relacionados ao Occultismo. Seu maior sonho é viver das coisas que realmente gosta.

38 Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

FEEDBACK